Degustação com o produtor Luis Pato

Sem dúvida um dos maiores nomes do vinho português, Luis Pato se tornou uma referência na região da Bairrada, com vinhos surpreendentes elaborados com a casta Baga.

Sempre elaborando vinhos finos, estruturados e complexos, Luis Pato coloca em seus vinhos um toque se sua personalidade. Ou seja, criativo, visionário, capaz e revolucionário.

A família

A família Pato produz vinhos na Quinta do Ribeirinho desde, pelo menos, o séc. XVIII. João Pato começou a engarrafar vinho das suas vinhas em 1970, tornando-se o primeiro produtor/engarrafador na região da Bairrada depois da sua demarcação.

O seu filho, Luis Pato, herdou o seu espírito inconformista e pioneiro, e em 1980 produz o seu primeiro vinho, um monovarietal de Baga de uma qualidade excepcional e raridade absoluta, que é hoje procurado por apreciadores como um tesouro.

A degustação

Em uma degustação promovida pela Mistral para alguns profissionais do setor, pude apreciar alguns de seus bons rótulos disponíveis no Brasil.

Resumindo a obra, irei destacar apenas os que me chamaram atenção. Vamos lá!

Ao todo foram seis vinhos: Espumante Informal Rosado Bruto 2010, Luiz Pato Vinhas Velhas Branco 2010, Fernão Pires 2010, Pato Rebel 2010, BTT 2009 e Vinha Barrosa 2009.

– Espumante Informal Rosado Bruto 2010.

Um belo espumante elaborado em pequenas quantidades com a uva Baga. Belo cor, um vinho sem licor de expedição, com nariz tostado e bem seco na boca. 12% álcool. Uma curiosidade! Este vinho é vedado com a mesma tampa/chapinha da garrafa de cerveja. Bom potencial de guarda. $. YYY. Pronto para beber.

– Luiz Pato Vinhas Velhas Branco 2010.

Um branco muito bom, complexo, fresco e barato. Um corte de Cerceal da Bairrada, Sercialinho e Bical. 12% de álcool. Notas de frutas cítricas e minerais, boa acidez, equilibrado, fresco e com um bom potencial de guarda. Um belo vinho. $. YYY. Pronto para beber.

– BTT 2009.

Tinto com nariz intenso de frutas vermelhas, boca macia, boa estrutura, acidez vivaz e taninos marcantes. Final de boca elegante, muito bom. Um vinho versátil para qualquer tipo de harmonização. $$. YYY. Beber até 2019.

– Vinha Barrosa 2009.

Rótulo de produção pequena. Maturado 12 meses em barricas parcialmente novas de carvalho. Nariz complexo, elegante. Na boca, acidez na medida certa, boa fruta, taninos finíssimos, ótimo frescor, persistente. Excelente vinho. $$$. YYYY. Beber até 2019+.

Meus agradecimentos a Mistral pelo convite.

Saúde!

Marcelo Andrade

Foto: Marcelo Andrade/Divulgação

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.