Brasil quer vender de café a vinho para a China

O café é um dos produtos de consumo não tradicional na China nos quais o Brasil quer investir, destaca Clodoaldo Hugueney, embaixador em Pequim entre outubro de 2008 e fevereiro deste ano e atualmente consultor da CNA.

Outro é o vinho. “Os preços do café caíram muito nos últimos dois anos”, diz ele. “A perspectiva de consumo chinês é uma oportunidade de recuperar o preço. Os chineses tomam 3 xícaras por ano; os brasileiros, 850. Se os chineses passarem de 3 para 10, que não é nada, será um mercado gigantesco.”

Saúde!

Marcelo Andrade

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s